SiteJornalOlhodeAguia
Not?cias
28/10/2015 12:04
Programa Jovem de Express?o, em Ceil?ndia, tem projeto premiado.Foto:Tha?s Ellen
Por: Tha?s Ellen26/10/2015 16:00 Fotografia: Tha?s Ellen

-- O projeto Laboratório de Empreendimentos Criativos estimula jovens de periferia a desenvolverem ideias para o mercado profissional

O Laboratório de Empreendimentos Criativos (LECria) ganhou o Prêmio Telecentros Brasil, criado pela Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN) há 7 anos, que visa incentivar e valorizar as organizações que fazem a diferença para inserir jovens e adultos em um contexto cada vez mais informatizado.O projeto concorreu na categoria Inovação em Sustentabilidade Empreendedora e recebeu o prêmio durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. O LECria é uma das iniciativas do Programa Jovem de Expressão, da Caixa Seguradora. O Jovem de Expressão é administrado pelo Coletivo R.U.A.S., e há oito anos desenvolve atividades que envolvem cultura e empreendedorismo para jovens, em Ceilândia.

DSC_1723

Escritório compartilhado e sala do LECria. Aqui qualquer pessoa pode usar os equipamentos para trabalhar

O LECria surgiu no ano passado como um projeto piloto que visa profissionalizar e introduzir no mercado jovens que, segundo Leno da Silva, coordenador da iniciativa, tenham uma ideia interessante com potencial para o mercado. “Qualquer ideia! Seja no mercado de esporte, cultura, música, em qualquer dos setores, primeiro, segundo ou terceiro setor”, explica Leno.

A proposta é dividida em três eixos, o primeiro é chamado de Diálogo Empreendedor, onde uma turma de jovens é colocada em contato com profissionais da área que eles gostariam de seguir para que sejam trocadas experiências; o segundo eixo diz respeito a um escritório compartilhado, ou seja, uma estrutura física composta de computadores com acesso à Internet, impressora e linha telefônica que fica disponível para qualquer pessoa que queira trabalhar e não dispõe de ambiente favorável; o terceiro eixo é a incubadora de ideias, que visa acolher o jovem empreendedor, capacitá-lo, acompanhá-lo no desenvolvimento, conduzi-lo para o mercado e dar suporte até que se estruture.

Para Leno, ter recebido a premiação foi uma grande satisfação, pois deu ao projeto e a seus idealizadores e parceiros o reconhecimento de poder apoiar a cultura e modificar a realidade do jovem de periferia. “A gente vê quantas ideias boas existem na periferia que, muitas vezes, só precisam de oportunidade”, comenta. Ele reconhece que o trabalho está apenas começando e a equipe tem um caminho árduo e de muita luta pela frente.]

DSC_1729

Além de uma lan house, o ambiente comporta uma biblioteca, ambas abertas e gratuitas para o usufruto de qualquer pessoa da comunidade

Um dos projetos desenvolvidos por meio da incubadora de ideias do programa é a produtora de eventos Movimento Underground Brasília (MUB). Projetada em agosto do ano passado, tem como autor o  empresário e morador da Ceilândia Lucas Pinheiro.  A empresa está voltada para a cultura urbana e leva shows de rappers, DJ’s e dança a espaços públicos como praças e pistas de skates das regiões administrativas do DF. “ [O LECria] Foi primordial na fundação da empresa. A gente não tinha noção de plano de negócios e rede de contatos. A gente criou uma rede muito grande com grandes produtores” conta Pinheiro. Para o ano que vem, ele pretende investir em uma proposta socioeducativa, oferecendo palestras e revitalização de ambientes públicos por meio do grafite.

O Programa Jovem de Expressão surgiu em 2007, quando uma pesquisa da Caixa Seguradora constatou que Ceilândia e Sobradinho II eram as regiões mais afetadas do Distrito Federal pelos altos índices de violência e vulnerabilidade para o público jovem. Então foi instituído, nessas duas regiões administrativas, o Jovem de Expressão. No entanto, apenas em Ceilândia ele teve sucesso, graças a administração do Coletivo R.U.A.S – Rede Urbana de Ações Socioculturais.

O Programa disponibiliza uma série de atividades gratuitas para a juventude. Exitem oficinas de dança, fotografia, audiovisual, teatro dentre outras que são abertas por enquetes em mídias sociais. As inscrições são realizadas, via Facebook, a cada três meses. Em cada ciclo de oficinas são disponibilizadas 150 vagas para pessoas entre 18 e 29 anos. Todos os participantes são certificados. A diretora do Programa, Rayane Soares, diz que não é possível atender a todas as demandas devido ao espaço físico ser pequeno. “O Programa cresceu tanto que a gente acaba atendendo jovens de outras regiões do DF”. Ela conta que já tiveram jovens vindos de Santa Maria, Varjão,  Estrutural e Águas Claras.

Para conhecer mais sobre o Programa Jovem de Expressão acesse a página do Facebook.Fonte:http://campus.fac.unb.br/

Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Motörhead "Heroes" (David Bowie Cover)

Motörhead to release Under Cöver in September 2017 Covers compilation to include new version of David Bowie’s “Heroes”, (above)
Bruce Springsteen, U2, Patti Smith - Because The Night RNR HOF 2009


Renato Teixeira - Tocando em Frente


 

 

 

GERALDO Magela parabens amigo Ivaldo pela sua luta e honestidade e carater valeu amigo
Contador de Visitas
Hoje: 181
Desde 15/05/2011: 4.505.358
Voc? e a favor que o Jardim Bot?nico de Bras?lia - JBB. cobre da popula??o pra tirar foto?
n
sim