SiteJornalOlhodeAguia
Noticias
21/04/2016 10:22
Poesias Urbanas de Guilherme Guedes.Foto:Ivaldo Cavalcante

 Almoçando com a realidade

Na mesa posta do barraco 34
De entrada, desesperança
O principal, o vazio no prato
Sobremesa, o olhar da criança.

Elas seguem sem perceber
Outros se alimentam sem saber

No mesmo barraco, uma ensina
Pai e mãe da relés menina
A criança acha que está só
Mesmo sabendo que não tem avós

Um tapa, tá errado!
Um choro, há um culpado!
Uma mentira, ela aprende!
A realidade, não compreende.

---------------------

Poesia urbana para uma Legião Urbana

Nos Livros dos Dias são contadas histórias de Eduardos e Mônicas; Clarisses e Leilas; Pais e Filhos; Dados viciados e também do Daniel que está na cova dos leões.

Histórias de Barcos numa Tempestade por conta do Vento no Litoral, assinados com a seguinte frase: O Mundo anda Tão Complicado.
Perfeição!

Ainda é cedo e o Tempo Perdido ecoa na Via Láctea.

E no Descobrimento do Brasil todos os Índios foram mortos, Que País é esse?

No Teatro dos Vampiros, a Geração Coca Cola Dança o Reggae.

Ainda é Cedo, Antes das Seis e o Tédio de Maurício na Fábrica fica cada vez mais intenso.

Aos Dezesseis Andrea Dória vê os Soldados lutarem pro Senhor da Guerra, sempre o Mais do Mesmo Há Tempos.

Mariane vive uma Comédia Romântica em Sete Cidades e Vinte e Nove amigos sabem e comentam:
-Vamos Fazer um Filme?
Ela responde:
-Será?
E continuam Perdidos no Espaço. E esperam que num Dia Perfeito o roteiro seja escrito com um Giz.

E no dia que Fiquei Esperando o Meu Amor Passar me quebrei em Mil Pedaços, talvez sejam As Flores do Mal ou apenas um Teorema, Eu Sei, mas sei Quase Sem Querer.

Guilherme Guedes
1o de Julho de 1965 (Duas Tribos).

------------------

Eles acham que sabem onde moro
Porque têm o meu endereço
Acham que sabem do que gosto
Por conta de algumas escolhas

Saio, caio, levanto e volto
Só eu sei onde estou
Só, eu
Sou eu

A intimidade têm se tornado distante
A distância têm ficado perto
Perto estou longe
Longe mais longe

Achamos que sabemos, mesmo sabendo que isso não é coerente. Certamente vivendo pra parecer ou aparecer. Como já dizia o velho poeta... Levamos uma vida que não nos leva a nada!

Duvidaram que o mundo era redondo
Afirmaram que a vida é bela
Questionaram a existência
E a única certeza é de que a dúvida nos move. No fundo, apenas isso vale a pena. 
Ter a certeza é chato. Sendo bom ou ruim, é chato! A graça é o inesperado. Temos que nos surpreender. Temos que bater de frente com o indefinido.

Pequenos atos tiram a graça da vida, e não percebemos isso, infelizmente.

Saber a hora que vai acordar ajustando o despertador. Saber que a chuva vai chegar pesquisando a previsão do tempo. Saber o que vai comer, com a panela ainda fechada, perguntando pra mãe. Entre tantas outras coisas...

Muito conhecimento, muita dor
A ignorância nos conforta
Saber menos é ser mais feliz
Realidade do caralho!

Sair de casa sem direção
Vestir uma camisa aleatória
Usar o random pra escutar o som
Experimentar a vida, é isso que tem faltado.

 

Contatos com autor:Guilherme Guedes

 
Foto do perfil de Guilherme Guedes
guidutra87@gmail.com
Link:
0 Comentários | Escrever comentário

 

Rua Augusta - Emicida


Joe Satriani - Always with me, always with you


Jeff Beck - A Day in A Life


 

 

 

Thalyta Ribeiro de Oliveira Incrível seus projetos, tanto de fotografia, quanto com a galeria e as produções audiovisuais. Apenas continue!!
Contador de Visitas
Hoje: 262
Desde 15/05/2011: 6.319.315
você é a favor do impeachment de Bolsonaro? Vote.
n
sim