Ricardo Padue - Um Olhar no Fine Art.

21/06/2011 10:09

Uma Pausa para o Tempo

Ricardo Padue

“A atenção é também uma série de começos, é feita dos renascimentos do espírito que regressa à consciência quando o tempo marca instantes. Além disso, se levássemos nosso exame àquele estreito domínio em que a atenção se torna decisão, veríamos o que há de fulgurante numa vontade em que vêm convergir a evidência dos motivos e a alegria do ato.”
Gaston Bachelard.

A reunião de fotografias de Ricardo Padue, que compõem a presente proposta de exposição, faz parte de um resultado da vivência cotidiana do ato de fotografar nas ruas. Um recorte na paisagem que entrevê os acontecimentos impregnados na atmosfera do espaço urbano, trazendo à tona a decisão do instante que transforma o acontecimento em imagem fotográfica.

As imagens surpreendem por seu caráter inusitado, simples e até mesmo comum e são carregadas de elegância e harmonia nas linhas que os objetos e personagens fotografados sugerem no enquadramento: diagonais, retas e planos sobrepostos com sutileza em meio às cenas do cotidiano.

Estão presentes nas fotografias cenas e paisagens urbanas, imperando a força da ação e movimento em seus personagens anônimos e objetos, importando menos a identidade das cidades, ainda que o reconhecimento se dê. Este trabalho, grande parte inédito, um vasto material, resultado dos 25 anos de fotografar o cotidiano pelas ruas das cidades.

“No meu trabalho pessoal, uso filme preto e branco. Encontro na monocromia, escala de cinzas, a poesia do dia a dia. Estar em alerta faz parte do meu ofício. A fotografia é uma ordem escondida, quando estou envolto por um caos de informações, às vezes ingênua, talvez pela simplicidade. Nesse momento a captura da imagem para mim, é uma grande alegria física e intelectual. O que atrai e me deixa fascinado na imagem são os mínimos detalhes, percorro cada um deles. Meu equipamento é uma Leica M3. Pequena, silenciosa, precisa, bonita e elegante. Quando aperto o botão do disparador, é como se a imagem já estivesse pronta dentro de minha mente e coração, o equipamento serve para perpetuar o instante. Não uso flashes ou motor drivers, apenas uma Summilux 50mm f1.4”.
Sobre o autor:
E-mail: rpadue@gmail.com
Website: rpadue.blogspot.com
País: Brasil
Cidade: DF / Brasília
Ricardo Padue é fotógrafo desde 1986, atuando nas áreas de publicidade, editorial, institucional e documentários.

Trabalhou como editor assistente de fotografia e fotógrafo da revista Chilena América Economia da editora Dowjones - New York. Fez parte da equipe de fotógrafos dos primeiros anos do jornal Valor Econômico. Colaborou com as editoras Globo e Abril durante dez anos, publicando fotos nas principais revistas.

Em 2002 foi finalista do 1° concurso Fotográfico Cultural Leica. Entre seus trabalhos de maior expressão estão os documentários Uma Pequena Parte de um Mundo à Parte, sobre oficinas profissionalizantes para detentos da Penitenciária Papuda em Brasília e Além do Picadeiro, um registro sob o olhar artístico-antropológico dos bastidores da vida circense brasileira, trabalho publicado no livro Fotografia: Comunicar para não esquecer do banco BRB.

Em 2010 integrou como fotógrafo, a intervenção urbana de dança Perpétua Ilusão, projeto vencedor do prêmio Klauss Vianna 2009 pela FUNARTE e Ministério da Cultura, o trabalho pode ser visto no site www.perpetuailusao.com.br .

Compartilhas Noticia

Tags

Comentários

Comentários

Escrever Comentário

83534

Subscribe to see what we're thinking

Subscribe to get access to premium content or contact us if you have any questions.

Subscribe Now